quarta-feira, 1 de junho de 2016

Owari no Seraph - Introdução

Eu vi esse anime faz algum tempo, tanto que até já saiu a segunda temporada completa... acontece não é não?

Sinopse:
Existem humanos e vampiros neste mundo, e um não se da bem com o outro, óbvio.
Os humanos são muito mais fracos que os vampiros e por isso quando eles surgiram, os humanos foram subjugados e se transformaram em gado... inclusive as crianças, que é de onde vem nosso protagonista Yui, e também Mika, estes dois vieram de origens distintas e também possuem personalidades bem contrastantes, uma vez que Yui era um cara frio, e bem estourado, enquanto Mika era gentil com todos. Bom, com o tempo eles se tornaram grandes amigos, e junto com outras crianças formaram sua própria família ali dentro daquele celeiro gigante de pedra (forma bonita pra não falar um castelo gigante).
Mika bolou um plano para que eles fugissem, só que, deu tudo errado e todos acabaram sendo mortos na frente de Yui, que a pedido de Mika fugiu sozinho...
E é ai que a trama fica preta... já que Yui se juntou a humanos que fazem alianças com armas demônios para combater esses vampiros... e bem, talvez ele tenha que lidar com um vampiro que não seja alguém que ele odeie...
o traço é bonito também ;)

Impressões:

História: Olha, não da pra negar que a ideia de armas gigantes, vampiros e pactos com demônios é meio clichê ta, mas o drama familiar que eles apresentam é bem interessante e eu gosto bastante, só que aquele lance do final do Yui não ser humano 100% ficou muito estranho, desculpe, mas isso não é exatamente um spoiler, já que em momento nenhum isso é explicado na primeira temporada.

Trilha sonora: A abertura é sombria com uma parte de emoção, o que combina com anime, que se trata de dramas e lutas com ação, tudo OK, mas nada que se sobressaia.

Conclusão: É um anime OK, ele é bom em alguns quesitos, alivio cômico interessante, personagens, alguns carismáticos, outros nem tanto, mas não acho que ele esteja na lista dos 3+ da maioria das pessoas não, de qualquer maneira, eu recomendo sim, tendo em vista que animes bons hoje em dia está complicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário