terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Ajin – Sinopse e análise

*A segunda temporada de Ajin é exatamente a continuação da primeira, sendo assim, vocês podem entender Ajin como um anime inteiro de 26 episódios.


Sinopse:
O mundo humano normal, o anime se passa no japão moderno, onde o protagonista é um estudante do ensino médio, muito focado em seus estudos, e em nada além disso, ele sequer tem uma vida social. Nesse mundo existem ajins, que são seres imortais, os humanos normais não consideram ajins humanos, apesar de na verdade, eles serem sim (se nasce de um humano é humano né gente, vamos lá, biologia básica), Kei vê sua vida perfeita(pra ele) e tranquila arruinada quando um acidente tira sua vida...
Mas ele volta.

Impressões:

Traço: O anime não é feito como os animes padrões, ele é feito a partir de uma modelagem 3D, como jogos, então vai gerar uma certa estranheza pra quem não está acostumado, em outras palavras, não é bonito, os movimentos são levemente robóticos, assim como as expressões faciais, MAS, isso não faz muita diferença.

História: Seguindo o fio do quesito anterior, o traço é compensado com uma história diferente, interessante e envolvente, pois Ajin sabe trabalhar com raciocínio lógico, vamos citar como exemplo Death Note, onde apesar da ação, nós temos toda uma cadeia de acontecimentos planejados e executados, onde tudo depende do sucesso ou fracasso desse planejamento.


Personagens: Começando pelo protagonista, ele não é um herói, e está muito longe de ser um, ele vai na contramão daquilo que se é mais cliche nos protagonistas, ele não é simpático, e nem é tão fácil assim entende-lo, existem personagens muito simpáticos, como é o caso de Kai, o melhor amigo de Kei, e personagens que parecem ser apenas idiotas, mas na verdade agem assim pelo bem de outrem.

Trilha sonora: Eu adoro a trilha sonora de Ajin, ela é tão diferente como a história e combinam perfeitamente, com sincronias de ações que fazem toda a diferença.

Conclusão: O anime é literalmente uma guerra, cada vez mais as coisas pioram, e os recursos são limitados, há uma violência extrema no anime, apesar de não ser gore, vai chamar a atenção de quem gosta desse tipo de anime. A previsibilidade dos acontecimentos é mínima, pois uma vez que temos personagens que podem morrer e voltar traz a possibilidade de coloca-los em situações terríveis, sem realmente perde-los, isso sem tirar a apreensão, uma vez que eles podem sim ser capturados e presos.
Existem detalhes sobre os Ajins que eu prefiro não comentar, devido a spoilers, mas no geral o anime é bem interessante, as batalhas inteligentes são sem dúvidas o ponto forte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário